sábado, 9 de abril de 2016

XII Projeto Ler é Arte 2016 : Poeme-se, Poame, Poesia"



Ilustração: Valdinei Calvento
Apresentação:

Dentro do espírito de incentivo à leitura e do centenário de nascimento do poeta Manoel de Barros, escolhemos fazer um ano dedicado À POESIA. As atividades ficarão a critério do grupo de professores da Área das Linguagens e o que será oportunizado a cada turma.

Apresentamos algumas sugestões para aprofundamento das discussões que culminarão no XII Projeto Ler é Arte:

Propomos que cada turma escolha um escritor ou obra poética, bem como opte sobre a forma que fará a apresentação do seu trabalho no Projeto;


Reformulamos o calendário de apresentação das turmas, do turno da manhã: dias 13/10 – turmas de 2º e 3º ano e 14/10 – 9º e 1º ano. 

Daremos continuidade aos eventos que servem como preparação para o XII Ler é Arte: Dia da Leitura, ocorrerá quinzenalmente no 4º período em dias consecutivos e contará com a participação das turmas do fundamental e médio nos três turnos da Escola; GVC Leitura,momento de leitura doa alunos da Educação infantil; Semana do Livro e de Incentivo à Leitura - “Poesias e Ritmos”, que acontecerá dia 19/04, terça-feira, momento em que serão lidas poesias por professores, funcionários e alunos, bem como apresentação de musical;  Saraus temáticos como o “Santo Sarau” em razão das festas juninas e o “Sarau Macabro” , que acontece no mês de outubro, em substituição ao Halloween; Oficina de Abayomis com Leitura de autores Africanos e o Curta Gentil. 



Tema: Poesia

Objetivo Geral:

             O principal objetivo, desde sua criação no ano de 2004, é incentivar o hábito da leitura através de atividades interdisciplinares e de contato com as demais manifestações artísticas (música, pintura, escultura, teatro, cinema, dança, HQ, etc) pesquisando as relações existentes entre elas e possibilitando uma reflexão crítica constante que leve a experimentar e aprender coletivamente. 

Objetivo Específico:

Nossa proposta para o ano de 2016 pretende aprofundar os estudos do gênero POESIA com pesquisa de diferentes obras de autores nacionais e estrangeiros.

Público:
            Toda a comunidade escolar: professores, alunos em níveis e modalidades de ensino (CAT, ÁREA, CURSO TÉCNICO, EJA), funcionários e demais interessados em arte e educação.

Orientadores: 

           ÁREA DE LINGUAGEM, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS (Arte, Língua Portuguesa, Literatura, Redação, Educação Física, Inglês e Espanhol) e Seminário Integrado. 


Desenvolvimento:

        Nos dias do  Projeto Ler é Arte, os horários de aula permanecem os mesmos, sendo assim, o professor do primeiro período de cada turma será o apoiador/responsável pelo desenvolvimento e conclusão dos trabalhos desses alunos. 

Dica:

       Sugerimos que as atividades contemplem atividades que envolvam qualquer expressão artística ou literária: música, dança, teatro, pintura, escultura, cinema, vídeo, fotografia, instalação, HQ... Ou qualquer outra manifestação artística que os alunos possam ter interesse em produzir, observando sempre o tema do Projeto que é a Poesia. Os professores de cada turma têm um papel muito importante; eles serão os mediadores, ajudando, orientando a turma para criar trabalhos autorais e criativos, auxiliando a desenvolver suas poéticas pessoais da forma mais autônoma possível.
Acessem o blog do Projeto Ler é Arte e vejam várias dicas de livros, filmes, jogos que podem ser úteis na construção de suas propostas junto aos alunos. 
http://projetolerearte.blogspot.com.br/


Avaliação: Os professores da ÁREA DAS LINGUAGENS (Artes, Língua Portuguesa, Literatura, Educação Física, Inglês, Espanhol) e Seminário Integrado se responsabilizam em fazer a avaliação dos trabalhos que deve ser preferencialmente processual, e de repassar essas avaliações aos colegas que queiram aproveitar as mesmas em outras áreas do conhecimento. 

Material:
Contamos com equipamentos próprios* para a execução do XI PROJETO LER É ARTE adquiridos em 2013. Precisamos de algum suporte, como materiais de uso comum nas aulas de artes e literatura, material xerografado, e da disponibilidade dos recursos técnicos (biblioteca acessível, laboratórios de informática e salas de vídeo) além de recursos humanos para os dias das apresentações dos trabalhos. 

Grupo das Linguagens da Escola Gentil:  
Rose Fontana Albino, Zaida Kowalski, Vanusa Julieta Heemskerk Esteves, Maria Angélica Duarte Hanssen, Regina Teixeira Pereira, Andréia Guimarães, Fabiane Charão, Silvio Aguiar, Neusa Resende, Elisângela Aita, Elaine Fontes, Letícia Piasson, Cristine Stefani Silva, Fabiano Vargas, Miriam Fagundes Carvalho,  Eliane Retamozzo, Marcelo Guimarães, Sonia Maris Rittmann, Adriana Gonçalves, Lidiane Aguirre e Lílian Boff Machado

Coordenadora* : Profª Sônia Maris Rittmann e Coordenação Compartilhada (em processo)
Blog do PROJETO LER É ARTE; http://projetolerearte.blogspot.com.br/

Facebook: https://www.facebook.com/projetolerearte



XI Projeto Ler é Arte 2015: Fotos

As fotos do XI Projeto Ler é Arte "Conto de Terror Mistério e Morte" já estão disponíveis na nossa página do facebook. Apreciem, sem moderação:   PROJETO LER É ARTE

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

XI Projeto Ler e Arte: Contos de Terror, Mistério e Morte

XI Projeto ler é arte 2015
Contos de Terror, Mistério e Morte

“Histórias de crime e mistério, casos criminais e policias, histórias de investigação, suspense, thrillers, enigmas, pulp fiction e outras tantas que se originam em antiqüíssimas narrativas ('Bíblia', 'Mil e Uma Noites', 'Édipo Rei' etc.) e se apresentam ao lado de histórias góticas e sobrenaturais. São quase três mil anos de excelente literatura, abrangendo autores de variados tempos, estilos e países, nestas memórias do crime que vão de Sófocles a Dashiel Hammett, passando ainda por Chandler, Poe, Machado de Assis, Borges e Simenon.” 
Costa, Flavio Moreira.
Os cem melhores Contos de Crime e Mistério da literatura Universal


Apresentação:
Acreditamos no poder transformador da leitura na vida das pessoas, por esse motivo, no ano de 2015, ampliamos o Projeto Ler é Arte e começamos as atividades de forma integrada, antes da data prevista. Abrimos o ano literário através do Lê Gentil, na Semana do Livro e da Leitura, através do implemento da leitura em sala de aula, da participação e apreciação de saraus literários. Sucesso de público e de crítica. Passamos a seguir para o Projeto Deixa que Eu Conto, que amplia de forma significativa a proposta de leitura semanal, através da apresentação do CONTO, com a leitura da apresentação do mestre do gênero, Edgar Allan Poe no Ensino Médio e o conto fantástico nas séries finais do Ensino Fundamental. Chegamos ao presente e após discussão e votação com o grupo das Linguagens da Escola Gentil, apresentamos nossa proposta de TEMA para o XI Projeto Ler é Arte: Contos de Terror, Mistério e Morte.

Tema: Contos de Terror, Mistério e Morte.

Objetivo Geral:
O principal objetivo, desde sua criação no ano de 2004, é incentivar o hábito da leitura através de atividades interdisciplinares e de contato com as demais artes (literatura, música, pintura, escultura, teatro, cinema, dança, HQ, etc) pesquisando as relações existentes entre elas e possibilitando uma reflexão crítica constante que leve a experimentar e aprender coletivamente.

Objetivo Específico:
Nossa proposta para o ano de 2015 pretende aprofundar os estudos dos contos de Edgar Allan Poe e seus seguidores: Agatha Christie, Arthur Conan Doyle, Tchekhov, Guy de Maupassant, Julio Cortazar, Nicolai Gogol, Jorge Luís Borges e tantos outros.

Público: Toda a comunidade escolar: professores de todas as áreas, alunos de todas as séries, níveis e modalidades de ensino (CAT, ÁREA, CURSO TÉCNICO, EJA), funcionários e demais interessados em arte e educação.

Orientadores: ÁREA DE LINGUAGEM, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS (Artes, Língua Portuguesa, Literatura, Redação, Educação Física, Inglês e Espanhol) e Seminário Integrado.

Tempo de elaboração: O projeto será desenvolvido durante todo o ano letivo. Mais acentuadamente a partir do segundo trimestre, e terá como ponto culminante uma mostra dos trabalhos com previsão de acontecer em OUTUBRO de 2015 (data sujeita a alteração em função do calendário escolar).

Desenvolvimento:
Cada professor, sendo ou não da área que orienta o PROJETO LER É ARTE, poderá trabalhar ao longo do ano com seus alunos auxiliando na construção de propostas de cada turma da escola, nas diferentes áreas e na preparação dos trabalhos para a Mostra, respeitando a temática da mesma.
No dia da mostra, haverá um professor responsável por cada turma, de acordo com um cronograma de distribuição de turmas elaborado em parceria entre professores, supervisão e direção da escola. Cada professor se encarregará de dar suporte à turma e cuidar da disciplina e organização da turma.
Será definido um calendário de atividades antes da mostra de trabalhos em OUTUBRO, com algumas reuniões - para preparação, planejamento e organização - a serem agendadas com a direção e supervisão da escola, para que o trabalho se desenvolva da melhor maneira possível.
Reforçamos que as atividades realizadas em sala de aula deverão ser intensificadas a partir do segundo semestre, no retorno do recesso de julho. 

Dica:
Sugerimos que as atividades contemplem atividades que envolvam qualquer expressão artística ou literária: música, poesia, dança, teatro, pintura, escultura, cinema, vídeo, fotografia, instalação, HQ... Ou outra manifestação artística que os alunos possam ter interesse em produzir. Os formatos também podem ser diversificados, sugerimos: saraus, mostras de talentos, vídeos... Os professores de cada turma têm um papel muito importante; eles serão os mediadores, ajudando, orientando a turma para criar seus próprios trabalhos, auxiliando a desenvolver suas poéticas pessoais da forma mais autônoma possível.
Acessem o blog do Projeto Ler é Arte e vejam várias dicas de livros, filmes, jogos que podem ser úteis na construção de suas propostas junto aos alunos.

Trabalhos em processo de elaboração:

Atividades paralelas (em processo):

Avaliação: Os professores da ÁREA DE LINGUAGEM, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS (Artes, Língua Portuguesa, Literatura, Redação, Educação Física, Inglês e Espanhol) se responsabilizam em fazer a avaliação dos trabalhos que deve ser preferencialmente processual, e de repassar essas avaliações aos colegas que queiram aproveitar as mesmas em outras áreas do conhecimento.

Material:
Contamos com equipamentos próprios* para a execução do XI PROJETO LER É ARTE adquiridos em 2013. Precisamos de algum suporte, como materiais de uso comum nas aulas de artes e literatura, de material xerografado, e da disponibilidade dos recursos técnicos ( biblioteca acessível, laboratórios de informática e sala de vídeo) além de recursos humanos.

Grupo das Linguagens da Escola Gentil:
Rose Fontana Albino, Rosi Lopes, Zaida Kowalski, Vanusa Julieta Heemskerk Esteves, Maria Angélica Duarte Hanssen, Regina Teixeira Pereira, Michele Dernitz, Andréia Guimarães, Fabiane Charão, Silvio Aguiar, Neusa Resende, Elisângela Aita, Elaine Fontes, Letícia Piasson, Cristine Stefani Silva, Fabiano Vargas, Miriam Fagundes Carvalho,  Eliane Retamozzo, Marcelo Guimarães, Sonia Maris Rittmann

Coordenadora: Profª Sônia Maris Rittmann
Contatos:
Blog do PROJETO LER É ARTE; http://projetolerearte.blogspot.com.br/


Sônia Maris Rittmann
Maio de 2015



segunda-feira, 13 de outubro de 2014

HISTÓRICO DO PROJETO LER É ARTE



BREVE HISTÓRICO DO PROJETO LER É ARTE:

Penso que ao fazermos uma retrospectiva de como surgiu o Projeto Ler é Arte, devemos pensar em todos os colegas que, de forma direta ou indireta, contribuíram para a idealização, a construção e a continuidade do projeto durante os anos em que ele vem sendo realizado.

Primeiramente, quero relembrar que o grupo de professores da área das Linguagens, antiga área da Comunicação e Expressão sempre foi muito atuante na Escola Gentil. E que, devemos isso a inúmeras pessoas, que mesmo não fazendo parte do Ler é Arte, fizeram parte da nossa história enquanto grupo. Gostaria de lembrar algumas dessas colegas que, embora não se encontrem mais na escola, continuam em nossa memória: Naira, Maria Luci, Magali, Rejane, Maria Tereza, Neusa Mello, Andréia, Angela Plath, Silvia, Darcila, Deise, Rosana e mais outras tantas... (Sugiro que lembrem os nomes das colegas que por acaso tenham sido deixados de fora dessa pequena lista)

Em segundo lugar, gostaria de dizer também que embora o projeto sido nomeado como PROJETO LER É ARTE em 2004, o mesmo já havia sido esboçado em outros momentos como na Mostra de Comunicação e Expressão em 2003 e, ainda, como parte de outras mostras, tais como Multifeiras e Feiras da Nações. Sempre com grande participação e envolvimento das colegas, dos alunos e de toda a comunidade escolar.

O Projeto Ler é Arte, propriamente dito, surge então, com força total, em 2004, numa iniciativa da professora Rosilene, que era a Supervisora Pedagógica da escola no ano em questão. O Projeto a partir de então passa então a ter, o que julgo ser o diferencial dos anos anteriores, um trabalho que une ÁREA(fundamental e médio)  e CAT (currículo por atividade) numa parceria que não havia até então. Essa parceria entre ÁREA E CAT foi fundamental para a manutenção do Projeto Ler é Arte, hoje, se soma a EJA (Educação de Jovens e Adultos) e ao Curso Técnico.

Histórico dos anos anteriores:

I PROJETO LER É ARTE: tema livre (2004) mas o foco principal já era a “integração entre a LEITURA E AS ARTES”
II PROJETO LER É ARTE: O tempo e o vento: uma homenagem a Erico Veríssimo (2005)
III PROJETO LER É ARTE: Centenário Mario Quintana (2006)
IV PROJETO LER É ARTE: Expressões e Impressões do Amor (2007)

No ano de 2008 não houve o Projeto...

V PROJETO LER É ARTE: Faça Humor, Não Faça Guerra (2009)
VI PROJETO LER É ARTE: A escola como propagadora da diversidade cultural (2010)
VII PROJETO LER É ARTE: (2011) Todas as Mulheres (2011)
VIII IV PROJETO LER É ARTE: Sete pecados capitais (2012)
XIX PROJETO LER É ARTE: “100 Vinícius: o poeta da paixão”  (2013)

X PROJETO LER É ARTE: Universo da Leitura: uma viagem pelos Clássicos da Literatura Universal (2014)

domingo, 15 de junho de 2014

Como ler um texto difícil - André Gazola

Como ler um livro difícil


Mesmo como leitor experiente, eventualmente você vai se deparar com um livro difícil de ler.
A leitura pode ficar lenta devido ao assunto, às palavras difíceis e o uso que se faz delas, ou ainda ao grande número de detalhes e personagens presentes no enredo. Eu, por exemplo, considero a obra-prima de Guimarães Rosa, Grande Sertão: Veredas, como a mais bem acabada da literatura brasileira, apesar da imensa dificuldade que tive em relação à linguagem utilizada ali, típica de uma determinada região do país. Aqui no sul nós temos um exemplo semelhante nos Contos Gauchescos, do Simões Lopes Neto.
Quando queremos (ou precisamos) ler um livro, no entanto, não importa o quão difícil ele seja, pois o objetivo é terminá-lo logo para que possamos passar para a próxima leitura. Nesse artigo vou lhe ensinar algumas técnicas que vão lhe ajudar a superar essas dificuldades.

1. Encontre o lugar ideal para ler
Tenha em mente que ler um livro difícil não é algo que pode ser feito em qualquer lugar. Busque um local confortável, onde você possa concentrar-se completamente na leitura. Pergunte-se: eu preciso de uma mesa? Do sofá? Da grama, em um parque?
É muito provável que um local barulhento irá atrapalhar sua leitura, apesar de existirem leitores que não se incomodam com isso. Descubra e simule as condições ideais para seu foco estar completamente na leitura.

2. Tenha um dicionário com você
Boa parte das reclamações que ouço a respeito de livros difíceis tem a ver com a presença de palavras desconhecidas pelo leitor. Solução? Nosso amigo amansa burro.
Não continue a leitura se não conseguir compreender, ainda que pelo contexto, o significado de uma palavra, pois esse entendimento pode ser um requisito para a compreensão do que vem a seguir.
Há muitas opções de dicionários nas livrarias e até mesmo versões virtuais. Eu uso e aprovo o minidicionário Houaiss.

3. Conheça o livro antes de lê-lo
Aprenda a fazer uma leitura preliminar de todo e qualquer livro que chegar a sua mão. Maneje a capa, leia as orelhas, analise o índice, as referências, leia o prefácio, a contracapa e, se possível, pesquise sobre o autor.
Esse processo lhe dará uma ideia geral sobre a obra e o que deve esperar dela, facilitando em muito sua compreensão conforme desenvolve a leitura.

4. Não deixe o livro desencorajá-lo
Cada vez mais somos bombardeados por informações fáceis e imediatas, o que tem nos levado a uma crescente preguiça de pensar. Não caia nessa! A literatura tem exatamente o objetivo contrário ao que o mundo das massas tenta nos enfiar goela abaixo. Tenha em mente que você é diferente das outras pessoas pelo simples fato de estar fazendo o esforço de manter viva a cultura do pensamento reflexivo que a literatura exige.
Se for necessário, leia o livro rapidamente, ainda que não entenda tudo. Isso lhe dará um panorama geral sobre o enredo, personagens e propósitos do autor, coisas que numa segunda leitura facilitarão o entendimento daquilo que sobrou nas lacunas.

5. Utilize recursos externos
Se o livro for seu, sublinhar passagens interessantes, intrigantes ou especialmente difíceis pode lhe ajudar a organizar suas ideias. Muitas vezes já usei aqueles papeizinhos coloridos chamados Post-It para fazer pequenas anotações e colar na página correspondente, para consulta posterior. É algo que também funciona.

6. Não force a barra
Se o livro chegou a um ponto em que você não entende absolutamente nada e começou a apenas ler as palavras, sem qualquer compreensão, pare de ler.
Dê um tempo para organizar suas ideias, escrever suas principais dúvidas sobre o conteúdo e pensar sobre os personagens, o enredo, os acontecimentos e possíveis rumos da história.
Se tudo ainda ficar um tanto quanto confuso, faça esquemas ou mapas mentais para organizar visualmente o material todo e tente conversar com alguém sobre o livro — uma forma eficaz e divertida de ordenar nossas ideias sobre qualquer assunto.

7. Não pare por muito tempo
Muitas vezes é tentador deixar o livro de lado, já que ele é tão difícil, e pegar o último lançamento de autoajuda que estiver na estante da livraria.
Não faça isso! Não jogue fora todo o esforço que teve até agora para ler aquele livro difícil e prossiga com sua leitura antes que esqueça tudo aquilo que já entendeu.

8. Releia
Ninguém é capaz de lembrar tudo sobre um livro, muito menos após uma única leitura. Se o livro é difícil, tenha em mente que você precisará lê-lo mais de uma vez para compreender melhor a história ou os conceitos ali presentes — é assim que as lacunas que ficaram para trás na primeira leitura deverão ser preenchidas.
Faça o exercício de ler algumas passagens em voz alta, principalmente se você for do tipo auditivo, pois muitas pessoas passam a entender melhor qualquer coisa que ouvem, ainda que de si mesmas.
Nessa segunda leitura você poderá verificar os trechos sublinhados e suas anotações realizadas anteriormente, além de fazer conexões com outros materiais que já tenha lido — uma importante etapa na construção do conhecimento.

9. Peça e forneça ajuda
Peça auxílio a um amigo mais experiente, um professor ou orientador, familiares e quem mais puder lhe ajudar a desvendar os mistérios dessa leitura difícil.
Não deixe, também, de oferecer ajuda e leitores menos capazes que você quando perceber que eles estão em dificuldades semelhantes. Para isso, um bom começo é compartilhar este artigo ;-)
Que tal, nos comentários, contar sobre o livro mais difícil que você já leu?
André Gazola


IX Projeto Ler é Arte (aprovado)

“Universo da Leitura: uma viagem pelos clássicos da literatura universal”




Apresentação:
Nesse ano de 2014, estamos celebrando o décimo aniversário do PROJETO LER É ARTE. Para comemorar essa data, realizamos uma pesquisa junto aos colegas professores e percebemos que em um ano de comemoração deveríamos trazer como tema o principal motivo da existência do projeto: A LEITURA. Toda leitura é importante e deve ser valorizada. Por esse motivo, pensamos que trazer os clássicos e possibilitar que cada turma escolhesse aqueles que lhe são mais significativos seria uma boa maneira de celebrar. Eis que surge o tema: “Universo da leitura: uma viagem pelos clássicos da Literatura Universal”.

Tema: “Universo da leitura: uma viagem pelos clássicos da Literatura Universal”.

Objetivo:
O principal objetivo, desde sua criação no ano de 2004, é incentivar o hábito da leitura através de atividades interdisciplinares e de contato com as demais artes (literatura, música, pintura, escultura, teatro, cinema, dança, HQ, etc) pesquisando as relações existentes entre elas e possibilitando uma reflexão crítica constante que leve a experimentar e aprender coletivamente.

Público: Toda a comunidade escolar: professores de todas as áreas, alunos de todas as séries, níveis e modalidades de ensino (CAT, ÁREA, CURSO TÉCNICO, EJA), funcionários e demais interessados em arte e educação.

Orientadores: ÁREA DE LINGUAGEM, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS (Artes, Língua Portuguesa, Literatura, Redação, Educação Física, Inglês e Espanhol)

Tempo de elaboração: O projeto será desenvolvido durante todo o ano letivo e terá como ponto culminante uma mostra dos trabalhos com previsão de acontecer em OUTUBRO de 2014 (data sujeita a alteração em função do calendário escolar).

Desenvolvimento:
Cada professor, sendo ou não da área que orienta o PROJETO LER É ARTE, poderá trabalhar ao longo do ano com seus alunos auxiliando na construção de propostas de cada turma da escola, nas diferentes áreas e na preparação dos trabalhos para a Mostra, respeitando a temática da mesma.
No dia da mostra, haverá um professor responsável por cada turma, de acordo com um cronograma de distribuição de turmas elaborado em parceria entre professores, supervisão e direção da escola. Cada professor se encarregará de dar suporte à turma e cuidar da disciplina e organização da turma.
Será definido um calendário de atividades antes da mostra de trabalhos em OUTUBRO, com algumas reuniões - para preparação, planejamento e organização - a serem agendadas com a direção e supervisão da escola, para que o trabalho se desenvolva da melhor maneira possível.
Reforçamos que as atividades realizadas em sala de aula deverão ser intensificadas a partir do segundo semestre, no retorno do recesso de julho. 

Dica:
Sugerimos que as atividades contemplem atividades que envolvam qualquer expressão artística ou literária: música, poesia, dança, teatro, pintura, escultura, cinema, vídeo, fotografia, instalação, HQ... Ou outra manifestação artística que os alunos possam ter interesse em produzir. Os formatos também podem ser diversificados, sugerimos: saraus, mostras de talentos, vídeos... Os professores de cada turma têm um papel muito importante; eles serão os mediadores, ajudando, orientando a turma para criar seus próprios trabalhos, auxiliando a desenvolver suas poéticas pessoais da forma mais autônoma possível.
Acessem o blog do Projeto Ler é Arte e vejam várias dicas de livros, filmes, jogos que podem ser úteis na construção de suas propostas junto aos alunos.

Trabalhos em processo de elaboração:

Atividades paralelas (em processo):

Avaliação: Os professores da ÁREA DE LINGUAGEM, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS (Artes, Língua Portuguesa, Literatura, Redação, Educação Física, Inglês e Espanhol) se responsabilizam em fazer a avaliação dos trabalhos que deve ser preferencialmente processual, e de repassar essas avaliações aos colegas que queiram aproveitar as mesmas em outras áreas do conhecimento.

Material:
Contamos com equipamentos próprios* para a execução do X PROJETO LER É ARTE adquiridos no ano passado. Precisamos de algum suporte, como materiais de uso comum nas aulas de artes e literatura, e da disponibilidade dos recursos técnicos (laboratórios de informática e sala de vídeo) além de recursos humanos.

Grupo das Linguagens da Escola Gentil (procure-nos no facebook)
Rose Fontana Albino, Rosi Lopes, Zaida Kowalski, Vanusa Julieta Heemskerk Esteves, Maria Angélica Duarte Hanssen, Marisa Cardoso Rosa, Regina Teixeira Pereira, Michele Dernitz, Andréia Guimarães, Fabiane Charão, Silvio Aguiar, Sara Saríssima, Neusa Resende, Elisângela Aita, Elaine Fontes, Letícia Piasson, Cristine Stefani Silva, Fabiano Vargas, Claudia Rocha, Miriam Fagundes Carvalho,  Sonia Maris Rittmann

Coordenadora: Profª Sônia Maris Rittmann
Contatos:
Blog do PORJETO LER É ARTE; http://projetolerearte.blogspot.com.br/
Email da coordenadora: soniamaris@bol.com ou soniamarys@hotmail.com


Sônia Maris Rittmann
Maio de 2014


Algumas sugestões de sites para pesquisa sobre o tema:
Artigo com dicas e sugestões de livros clássicos

Vídeo sobre a importância de ler os clássicos Nova Escola